Pastoral da Juventude Estudantil

PJE

Quem somos? A que viemos?

Somos a PASTORAL DA JUVENTUDE ESTUDANTIL porque estamos articulados e organizados, somos ação da Igreja no mundo!

A escola é um tempo fértil para se plantar as sementes do Reino, portanto é neste espaço que nos dispomos a realizar a missão a qual somos chamados.

A nossa missão é: “Evangelizar o jovem estudante, preferencialmente o mais empobrecido, num processo de formação integral que lhe permita perceber e viver o comunitário, em íntima relação com Jesus Cristo, com seus irmãos e com o mundo, e o incentive a viver seu protagonismo sendo agente construtor de uma Educação Libertadora, e promovendo a formação de jovens e assessores a serviço de uma nova sociedade, prenúncio do reino de Deus”

Missão

Os jovens da PJE assumem a missão de ir ao encontro do outro, em seus diversos vazios vitais. Sua responsabilidade é trazer sinais de vida ao Mundo Ferido.

Objetivo Geral:

Evangelizar o jovem estudante, preferencialmente o mais empobrecido, num processo de formação integral que lhe permita perceber e viver o comunitário, em íntima relação com Jesus Cristo, com seus irmãos e com o mundo, e o incentive a assumir seu protagonismo, sendo agente construtor de uma educação libertadora, e promovendo a formação de jovens e assessores a serviço de uma nova sociedade, prenúncio da Civilização do Amor.

Objetivos Específicos:

1) Animar, capacitar e acompanhar assessores/as e animadores/as para assumir a evangelização do/a jovem;
2) Articular as comunidades e envolver neste processo todas as Irmãs e leigos/as engajados/as na ação pastoral da Província;
3) Trabalhar a dimensão vocacional para que os/as jovens se reconheçam como pessoas que foram chamadas pelo Pai, escolhidas pelo Filho e enviadas em missão pelo Espírito;
4) Investir na formação humana dos/as jovens, de modo particular dos que são excluídos/as;
5) Priorizar o protagonismo do/a jovem para que sejam sujeitos de sua história.

Princípios de Ação:

A vigorosa personalidade de Paula que marcou, desde o princípio, escolhas fundamentais, expressas em gestos significativos, leva-nos hoje a adotar como princípios de nossa ação com a juventude:

  • Fundamentar a ação pastoral no seguimento de Jesus Cristo.
    Procurar sempre e em tudo a maior glória de Deus pelo melhor serviço aos jovens.
  • Dinamizar os processos de educação na fé a partir de pequenos grupos, à luz das primeiras comunidades cristãs.
  • Trabalhar em simplicidade.
  • Assumir a originalidade da juventude, respeitando as diferentes realidades, culturas e meios específicos, priorizando a juventude empobrecida.
  • Proporcionar o resgate e a revalorização da identidade cultural.
  • Promover o discernimento vocacional como atitude, para aprender a ler na realidade cotidiana dos jovens a ação do Espírito de Jesus e seus contínuos chamados.
  • Promover a vivência de uma espiritualidade apostólica sólida exigente, ao jeito de Paula.
  • Cultivar uma ação sócio-transformadora, incentivando as/as jovens ao engajamento nos movimentos e entidades sociais de defesa dos Direitos Humanos nas diferentes realidades (fé e política).
  • Valorizar e reconhecer a pessoa humana em todas as suas dimensões, fazendo emergir o novo homem e a nova mulher, vivenciando e valorizando o que é próprio em cada um e cada uma.
  • Sentir com a Igreja Católica, dialogando com todas as formas organizativas, construindo a unidade e promovendo a comunhão eclesial.
  • Testemunhar a proposta de Jesus Cristo na realidade, sendo firmes e suaves.
  • Considerar a organização a serviço da missão.
  • Assumir a pastoral orgânica ou de conjunto.

Grupos de base

Nossos grupos realizam reuniões semanais que têm por objetivo garantir uma formação processual e integral. Os temas das reuniões variam de acordo com o momento de formação do grupo e têm como base as orientações da PJB.

Grupo de liderança

grupoGrupo de Estudos Metodológicos da Pastoral da Juventude Estudantil, com reuniões semanais envolvendo os coordenadores dos grupos de base e outros jovens interessados. Aborda os aspectos de liderança e da prática Pastoral. Tem por objetivo garantir a formação de lideranças voltadas e preparadas para ação pastoral. É também o grupo responsável pela preparação das atividades permanentes (Semana da Cidadania, Semana do Estudante e Dia Nacional da Juventude).

Missão da Assessoria da Pastoral da Juventude Estudantil:

  • Acompanhar as coordenações e os jovens, sendo presença amiga que anima, apóia, orienta, questiona, garantindo a formação integral e a organização dos jovens e seu protagonismo na Província, na Igreja e na Sociedade.
  • Ajudar os jovens no seu crescimento humano e cristão, como educador na fé, sendo testemunho, promovendo a organização da pastoral da juventude na Província e na organização da PJB, garantindo seus princípios e objetivos; sendo referência e ponto de ligação com a Pastoral da Juventude da Província (Equipe Central).
  • Capacitar-se continuamente, trabalhando em Equipe e partilhando vida e experiência com os outros assessores.
  • Manter sempre a secretaria da Província informada sobre as atividades realizadas em nível local.
  • Avaliar permanentemente a ação

Equipe:

André Luiz

Evelyne Ferreira

Lívia da Silva Moraes

Outras Atividades

  • Nucleação
    • Crescer Construindo I – Voltado para a nucleação dos grupos de 6° e 7° anos. Manhãs de Formação – Durante o período de aula esse projeto visa apresentar a PJE para os alunos que ainda não se sentiram motivados a conhecê-la.
    • Crescer Construindo II – Aprofundar a dimensão Espiritual e sócio-política, contribuindo para que os jovens sejam motivados a assumir a militância. Também visa despertar os alunos do Ensino Médio para a vivência pastoral
  • Formação
    • Afetividade I, II, III e IV – Encontros de Formação com assessoria da Irmã Solange Ferro e do Padre Adilson Schio. Diante do momento atual é indispensável abordar essas questões referentes à vida afetiva e a sexualidade dos jovens de modo suave e firme.
    • Curso de Liturgia – Proposto pela Província Doroteana pretende aproximar, apresentar e aprofundar a liturgia ao jovem, fazendo-o perceber as riquezas de celebrar a vida em comunidade
    • Retiro para Militantes: Aprofundar a espiritualidade inaciana a partir do carisma doroteano, Cursos de Metodologia oferecidos pelo Regional Leste 1 da CNBB ou pela diocese – A participação acontece como participantes e como palestrantes dos cursos.
  • Articulação
    • Reuniões Diocesanas, Estaduais, Provinciais e Nacionais
    • Assembléias e encontros com caráter deliberativo de instâncias e de planejamento pastoral,
  • Ação
    • Missões que cada grupo realiza segundo seu interesse – ida a creches, asilos ou escolas públicas
    • Grupos missionários com trabalhos sistemáticos no Canil da Cristina, Casa dos Pobres, Lar Abrigo Amor a Jesus e Hospital Raul Sertã.
    • Missões de Nucleação de novos grupos de PJE em Escolas Públicas
    • Campanhas – de Agasalhação e de Brinquedos
    • Projetos Financeiros: Festa Junina; Rifas; Patrocínios; Livro de ouro.

A opção da Congregação de Santa Dorotéia pela juventude…

CGXVI / 1985
Opção:

• A Igreja convida-nos a sermos conscientes da força transformadora da juventude.

• O desejo de Paula de maior serviço leva-nos a uma especial atenção aos jovens.

• Os desafios do mundo e da Igreja, e o confronto com o dinamismo missionário de Paula impulsionam-nos a viver a nossa entrega radical ao serviço do Reino na OPÇÃO PELA JUSTIÇA EM COMPROMISSO EFETIVO COM OS POBRES E COM OS JOVENS NO PLURALISMO DE NOSSA AÇÃO APOSTÓLICA.

CGA VI/1989

“Reafirmar a urgência de pôr em prática a opção capitular como expressão da vontade de Deus para hoje: intensificar e planificar a Pastoral da Juventude.”

CGA IX/1999

“Como responder, de modo criativo, à urgência de uma Pastoral Juvenil organizada e sistemática, escutando os gritos e as inquietações dos jovens de hoje, e potenciando os seus valores? “(pág. 3)

Carta Anual “…Profecia Hoje”

Roma, Janeiro/2000 “…estamos a entrar no tão anunciado, esperado e também explorado Ano 2000. Entremos nele, enfrentando desafios – que sentimos já fortemente no CGAIX – desafios que nos vêm…, de um mundo que não quer escutar o grito dos jovens porque, potenciar os valores deles significaria perder o melhor campo de mercado.”

CG XX / 2009

“Reavivar a “preferência pela juventude” – traço característico da nossa identidade carismática – e recuperar com novo entusiasmo a nossa inserção-ação no mundo das `juventudes` de hoje apresentando-lhes explicitamente Jesus Cristo como resposta ao seu sentir mais profundo.”
“Assumir, com amor e gratuidade, a Pastoral Juvenil Vocacional como um serviço que ajude cada jovem a encontrar sua vocação no mundo e na Igreja.”
“Sentir-nos todas chamadas a assumir a juventude como prioridade da nossa missão de educar e a ser `promotoras vocacionais`em todas as nossas relações, comunidades e espaços educativos.”

© 2017 Gular Digital | SEMPRE INOVANDO

X